Factos Históricos do Futebol Clube do Porto

O Teu Conhecimento seleccionou alguns factos históricos de uma das principais equipas portuguesas, o Futebol Clube do Porto.

  • O FC Porto é considerado, no século XXI, segundo o “Club World Ranking (21st Century)” do Oosterpark Rankings, o maior clube português, o 6º da Europa e o 7º do Mundo.
  • O FC Porto foi considerado segundo a Classificação Mundial de Clubes da IFFHS desde 1991, o maior clube português, o 7º da Europa e o 12º do Mundo;
  • O FC Porto foi considerado, segundo o “Worldwide Historical Clubs Ranking” do brasileiro Marcelo Leme de Arruda, o maior clube português, o 10º da Europa e o 12º do Mundo;
  • O FC Porto foi e está a ser sucessivamente considerado pela CNN um dos melhores clubes     da actualidade, chegando a atingir o quarto lugar, sendo o único clube português a figurar nesta lista.
  • O FC Porto é o clube mais títulado da Europa desde 1974/75 (primeira época pós-Revolução Democrática do “25 de Abril”, período que coincide com o grande crescimento do clube, iniciando a sua hegemonia em Portugal e o seu surgimento na elite internacional). Entre campeonatos, taças, supertaças e troféus internacionais, os portistas solidificaram uma hegemonia que não encontra rival, à escala nacional e internacional, entre os clubes dos países com mais história no futebol europeu. O FC Porto soma 57 troféus.
  • O FC Porto, no que respeita exclusivamente às provas internacionais durante mesmo período desde 1974/75, foi o único clube português a ter conquistado títulos internacionais (7). Na Europa, os “Dragões” posicionam-se na honrosa 6ª posição, sendo apenas ultrapassado pelos seguintes cinco clubes: AC Milan (12), FC Barcelona (12), Liverpool FC (10), Juventus (10) e Real Madrid CF (8).
  • O FC Porto, no que respeita exclusivamente às provas internacionais, desde o período pós-Revolução Política do 25 de Baril, ou seja, desde 1974/75, foi o único clube português a ter conquistado títulos internacionais (7). Na Europa, os “Dragões” posicionam-se na honrosa 6ª posição, sendo apenas ultrapassado pelos seguintes cinco clubes: AC Milan (12), FC Barcelona (12), Liverpool FC (10), Juventus (10) e Real Madrid CF (8).
  • O FC Porto é o clube português com mais títulos internacionais, o 3º da Península Ibérica e o 8º da Europa;
  • O FC Porto é o único clube Português que, na praia de Ipanema no Rio de Janeiro, tem 3 Bandeiras em exposição. Esta situação é bem elucidativa do prestígio e da universalidade do clube. Nesta praia de 6kms desta enorme cidade encontram-se as bandeiras dos clubes mais famosos do mundo.
  • O FC Porto era o único clube português no extinto G-14, o grupo dos clubes mais poderosos da Europa, sendo também o único representante de Portugal entre os 16 fundadores da Associação Europeia de Clubes (ECA), criada após a extinção do G-14.
  • O FC Porto tem, em Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa, o presidente mais titulado de todos os clubes do Mundo. A grande distância encontram-se os míticos Santiago Bernabéu do Real Madrid e Josep Luíz Nuñez do FC Barcelona.
  • O FC Porto é o clube português com mais botas de ouro conquistadas (3): Fernando Gomes 2 e Mário Jardel 1.
  • O FC Porto é o clube português com mais participações em competições internacionais oficiais, totalizando 55 participações: 2 presenças na Taça Intercontinental / Mundial de Clubes; 25 presenças na Taça dos Campeões Europeus / Liga dos Campeões da UEFA; 16 presenças na Taça UEFA; 8 presenças na Taça das Taças e 3 presenças na Supertaça Europeia.
  • O FC Porto é o clube com mais participações na Liga dos Campeões da UEFA (17), falhando apenas na época 1994/95, na época 2002/03, quando venceu a Taça UEFA, e na época de 2010/11, que venceu a Liga Europa.
  • O FC Porto tem um dos melhores registos mundiais de invencibilidade em casa, a nível das competições internacionais: 29 jogos (entre 1974/75 e 1977/78);
  • O FC Porto é o clube Português que mais contribui para o Ranking da UEFA
  • O FC Porto foi pioneiro também na internacionalização: foi o primeiro clube português a receber um conjunto estrangeiro (o Real Fortuna de Vigo, em 1907) e o primeiro clube português a deslocar-se ao estrangeiro (a Vigo, em 1908)
  • O FC Porto formou nos seus quadros futebolísticos uma das maiores referências da história do futebol português, Vítor Baía. Enquanto jogador, Vítor Baía foi aquele que mais títulos conquistou na história do futebol mundial, somando 33 títulos.
  • O FC Porto tem, segundo dados oficiais, cerca de 120.000 sócios, sendo, assim, um dos 5 clubes do Mundo com mais sócios.
  • O FC Porto, em 2004, segundo um estudo realizado pela FutureBrand, uma empresa americana especializada em consultoria de marcas, foi considerado a marca mais valiosa do futebol português. O estudo teve em conta factores como: o valor das marcas, a lealdade dos adeptos, a capacidade de conseguir aumentar a venda de bilhetes para os jogos e o valor financeiro do clube. Neste estudo de marcas europeias, o FC Porto ocupou a primeira posição em Portugal e a 21ª na Europa.
  • O FC Porto, através da sua marca, foi avaliado, em 2008, em 291 milhões de euros pela MyBrand. O valor total apurado para a marca F.C. Porto é tanto mais significativo quando comparado com o de outros clubes como o Real de Madrid (340 milhões de euros) ou o Manchester United (331 milhões de euros).
  • O FC Porto, no ano de 2010 foi distinguido pela Delloite como o clube Português que mais receita consegue gerar, com 68.1 milhões de euros, sendo, então, o clube Português mais rico.
  • O FC Porto, até à presente data (Janeiro 2012), já realizou 317 jogos nas Competições Europeia de Clubes, com um palmarés de 149 vitórias, 66 empates e 102 derrotas.
  • O FC Porto, na época de 1996/97, na Liga dos Campeões (fase de grupos), foi a equipa Portuguesa que obteve a mais elevada pontuação, com 16 pontos.
  • O FC Porto e o Liverpool foram os únicos clubes no mundo a ganhar em dois anos consecutivos as competições internacionais em que estiveram envolvidos: a Taça UEFA e a Liga dos Campeões.
  • O FC Porto, o Ajax, a Juventus e o FC Barcelona foram os únicos Clubes no Mundo que ganharam as três competições internacionais no mesmo ano (Liga dos Campeões, Supertaça Europeia e Taça Intercontinental), o Famoso Triplete Internacional.
  • O FC Porto, no ano de 1987, foi super campeão da Europa ao vencer o Ajax de Amesterdão na Supertaça Europeia por duas vezes pela marca de 1-0.
  • O FC Porto é a equipa Portuguesa que mais golos marcou numa só época numa Competição Europeia. Foi na Taça Uefa/Taça Liga Europa em 2010/2011, com 36 golos.
  • O FC Porto é o único clube português finalista de todas as competições da UEFA e FIFA: Liga dos Campeões, Taça dos Vencedores das Taças, Supertaça Europeia, Taça UEFA e Taça Intercontinental.
  • O FC Porto é o único clube português bi-campeão mundial de clubes.
  • O FC Porto é o único clube português que venceu a Taça UEFA e a Liga Europa.
  • O FC Porto é o único clube português que venceu a Supertaça Europeia.
  • O FC Porto foi considerado pela UEFA a equipa do ano, nos anos de 2003 e 2004, ao comando de José Mourinho, com estrelas como Deco, Ricardo Carvalho, Vítor Baía, Paulo Ferreira e Jorge Costa.
  • O FC Porto é o único clube português que teve nas suas fileiras um jogador que marcou em duas Finais Europeias consecutivas (Taça Uefa 2002/2003 e Liga dos Campeões Europeus 2003/2004). Esse jogador chamava-se Dimitry Alenitchev.
  • O FC Porto teve em Artur Jorge e José Mourinho, os únicos dois treinadores Portugueses Campeões da Europa.
  • Vítor Baía foi considerado pela UEFA o melhor guarda-redes do ano de 2004.
  • O FC Porto é o único Clube Português representado na “Cápsula do Tempo” enterrada pela UEFA para comemorar o jubileu da entidade. Quando em 2054 em Nyon na Suíça a cápsula for desenterrada, lá estarão dois objectos dos Dragões: uma bola autografada pelo plantel que venceu a Liga dos Campeões em 2004 e um par de luvas autografado por Vítor Baía.

Centro Desportivo de Fátima

Centro Desportivo de Fátima é um clube desportivo português, localizado na cidade de Fátima, concelho de Ourémdistrito de Santarém.

O clube foi fundado em 1966 e o seu actual presidente é o Padre Pereira que lidera uma comissão administrativa.

A equipa de futebol disputa os seus jogos em casa no Estádio Municipal de Fátima.

Feitos Históricos

  • Em 2006/2007, o clube alcança o 1º lugar da 2º Divisão B na Série C, tornando-se na primeira equipa do distrito de Santarém a participar na Liga de Honra e nos campeonatos profissionais, com um orçamento de apenas 400 mil euros, aquele que viria a ser o mais baixo da época seguinte nesta liga. O treinador era Rui Vitória e o seu guarda-redes sofreu apenas 16 golos;
  • Em 2007/2008, a equipa no dia 26 de setembro de 2007 acabaria por eliminar o bicampeão nacional Futebol Clube do Porto na 3ª Eliminatória da Taça da Liga, vencendo por 4-2 após grandes penalidades, depois do 0-0 registado no tempo regulamentar. Nesta mesma competição, viria a enfrentar na eliminatória seguinte, o Sporting Clube de Portugal, vencendo o jogo fora, disputado no estádio do Restelo, por 2-1, mas acabando por ser eliminada, devido à diferença de golos, em casa, ao perder por 3-2.

Clube Desportivo de Tondela

Clube Desportivo de Tondela

 

O clube foi fundado a 6 de Junho de 1933.

Tudo começou através da fusão de dois clubes da então vila de Tondela: o Tondela Futebol Club (fundado em 1925) e o Operário Atlético Clube (fundado em 1932). Havia nessa época um clima muito desagradável entre os dois clubes, levando após as negociações à fusão dos dois clubes e a criação do CLUBE DESPORTIVO DE TONDELA, que adoptaria as cores verde e amarela do Município.

Em 2008 o clube tondelense completou 75 anos de história.

Palmarés

  • Campeonato Nacional da 3ª Divisão Série C na época 1986/87 e 2008/09;
    • Segundo Lugar no Campeonato Nacional da 3ª Divisão Série C na época 1993/94 (Subida de Divisão);
  • Campeonato Distrital da 1º Divisão nas épocas: 1940/41, 1941/42, 1949/50, 1985/86 e 2004/05;
    • Vencedor da Taça Sócios de Mérito nas épocas: 2003/2004 e 2004/2005;
  • Campeonato Distrital da 2ª Divisão nas épocas: 1951/52, 1963/64 e 1972/73;
  • Campeonato Distrital em Juniores nas épocas: 1974/75 e 1982/83;
    • Fase Final Campeonato Distrital em Juniores nas épocas: 2002/03 e 2005/06;
  • Campeonato Distrital em Juvenis na época 1993/94;
  • Presenças em três anos consecutivos na 2ª Nacional 2009/10; 2010/11 e 2011/12;
  • Presenças em três anos consecutivos na 2ª Nacional B 1994/95; 1995/96 e 1996/97;
  • Presenças em dois anos consecutivos na 3ª Nacional 1987/88; 1988/89 e 1997/98; 1998/99;
  • Presenças em quatro anos consecutivos na 3ª Nacional 2005/2006; 2006/07; 2007/08 e 2008/09.

Varzim Sport Club

O Varzim SC foi fundado em 25 de Dezembro de 1915, na altura com a denominação de Varzim Foot-Ball Club.
Em 25 de Março 1916, em Assembleia Geral, foi aprovada a designação de Varzim Sport Club.

Nesse mesmo ano, o Governo Civil do Porto aprovou os Estatutos do Clube e de imediato foi feito, pelos próprios jogadores, o primeiro campo de jogos, no Largo Cego do Maio (onde actualmente é o Passeio Alegre).

Ainda em 1916, foram escolhidos os equipamentos do Clube: camisolas pretas e calções brancos para o futebol, camisolas brancas com uma risca preta em diagonal sobre o peito para o remo, natação e basquetebol.

Foi também nesse ano de 1916 que o Varzim se filiou na Associação de Futebol do Porto.

Em 1918, o Varzim adoptou novo equipamento, que ainda hoje se mantém: camisolas pretas e brancas, às listas verticais, e calções pretos.
Na temporada de 1919/20, o Varzim conquistou o seu primeiro troféu – A Taça Eça de Queiroz.
Em 20 de Março de 1921 é editado o primeiro número de “A Póvoa Desportiva”, órgão oficial do Varzim Sport Club.

Na temporada 1926/27 o Varzim conquista o primeiro título oficial: Campeão Concelhio da Promoção.

Em 1929, o Clube é autorizado a contrair um empréstimo para a compra dos terrenos, onde actualmente se situa o Estádio – terrenos esses que só foram comprados em 1932. Até então, a equipa de futebol jogou num campo próximo do local onde agora se situa a Basílica do Sagrado Coração de Jesus.

Em 1937, a Câmara Municipal da Póvoa Varzim, com 22 anos de existência, atribuiu ao Varzim a Medalha de Prata do Reconhecimento Poveiro.

Em 1944 e após 4 anos de interregno na prática do futebol, o Varzim retoma a actividade, iniciando-se pela extinta Promoção da Associação de Futebol do Porto e percorrendo  todos os Campeonatos do Futebol português, a nível regional e nacional, desde a 3ª Regional à I Divisão Nacional.

No ano seguinte, é construída a primeira bancada central no Estádio do Varzim.

Na temporada de 1946/47 conquista o 1º título distrital – Campeão da 2.ª Divisão da A.F. do Porto, proeza que viria a repetir na época de 1955/56.
Depois, o Varzim abandona de vez a 2.ª Divisão Distrital e, em três anos consecutivos, conquista o título de Campeão da 1.ª Divisão da Associação de Futebol do Porto, nas épocas de 1959/60, 1960/61 e 1961/62, mas só nesta última tem direito a abandonar os campeonatos distritais, já que, na mesma temporada, conquista, igualmente, o título de Campeão Nacional da 3.ª Divisão (campeonato que, nessa altura, era disputado pelos clubes melhores classificados nos Campeonatos Regionais).

Logo na época seguinte, o Varzim conquista o título de Campeão Nacional da 2.ª Divisão, subindo automaticamente à 1.ª Divisão, precisamente na mesma época  em que participa pela primeira vez na Taça de Portugal (62/63). Já na 1.ª Divisão, o Estádio do Varzim passa por grandes transformações: em 1964 é construída a bancada superior, é feito o arrelvamento do terreno de jogo e construído o campo de treinos.

Em 12 de Janeiro de 1966, quando o Varzim comemorava as suas Bodas de Ouro, o Governo Atribuiu-lhe a Medalha de Bons Serviços Desportivos.
No ano seguinte, a 10 de Novembro, é nomeado Sócio Honorário da Associação de Futebol do Porto.

Em 6 de Maio de 1969 é instituído o Conselho Geral e, em 1973, é criado o Jornal “O Varzim”.

Na temporada de 1975/76, conquista o seu segundo título de Campeão Nacional da II Divisão, onde entretanto caíra.
Em 5 de Novembro de 1980, o Governo considera o Varzim como Clube de Utilidade Pública, concedendo-lhe o respectivo diploma.

Em 1982, é ampliado o topo norte do Estádio.

Em 1987, o Clube é dotado de novos Estatutos, Regulamento Interno e Lei Eleitoral: é criado o Conselho Varzinista: é criada a Comissão de Obras, que dá início à construção da bancada no topo sul e instituído o Troféu Lobo do Mar.

Por altura das comemorações das Bodas de Diamante, no jantar comemorativo, em 16 de Fevereiro de 1991, o Governo entrega ao Varzim a Medalha de Mérito Desportivo